terça-feira, maio 22, 2012


No lonely hands grab my suitcase full of nothing
 I don't know why
 I don't know why

 You took me in, gave me something to believe in,
 That big old smile is all you wore


=)
Gosto tanto, tanto, tanto.

sábado, maio 19, 2012

Destinos não destinados



Há destinos que estão destinados a não se encontrarem. Cruzam-se mas nunca se encontram. Há vidas que não sabem viver lado a lado, porque não coexistem. 
Nunca fui de seguir um plano de uma vida, nunca fui de me predestinar a algo a não ser ao amor (aquele para sempre). Nunca fui de permanecer ali,à espera que o destino trace o meu caminho.
O destino não me destinou a uma serie de imensas coisas. Sobretudo interrompeu o meu caminho várias vezes com vidas perfeitas, circulares, onde a minha total desordem não encaixava de todo.
Sou demasiadamente imperfeita para encaixar em certos comportamentos tipo. Sou demasiadamente imperfeita para aceitar o que tem de ser. Sou demasiadamente imperfeita para ser calma e ponderada nas alturas em que temos de ser calmos e ponderados. Sou um ser selvagem, reguila, maroto, insistente, persistente, chato e aborrecido. Sou doce, carinhosa, meiga e amiga. Sou eu, imperfeita como sou e como gosto tanto de ser. 
Hoje preocupei-me demasiadamente com aquilo que sou, com o que isso pode trazer-me dos outros. 
Estava destinado a que assim fosse. Que me preocupasse tanto mais uma vez com o que os outros podem pensar, que mais uma vez me afastei de mim. Deixei de ser eu. Deixei o meu eu respondão, mal disposto, alegre, jubilante e cheio de vida.
Segui a minha rotina programada e no final das "ordens do dia", sem nada planeado, decidi voluntariamente, e pela primeira vez sem uma paragem decidida para sair, apanhar o eléctrico do costume e olhar. Só olhar para as ruas, para as pessoas, as casas, as estradas, as linhas...E encontrei-me em cada lugar, em cada olhar, em cada passo.Saí onde calhou, caminhei para onde os meus passos me levaram. Sorri, olhei, chorei, gritei, e falei sozinha até (porque sou assim também).
Regressei a casa, exausta. Dia cheio. 
Prefiro assim até. Viver a minha vida. Sem mais. Sem confusão, sem vidas paralelas.
Não foi perfeito. Foi assim, como eu. Não sou perfeita, sou assim.
Parece que ainda não sei o meu caminho, mas sei para onde quero ir. Até mim.

quinta-feira, maio 17, 2012

Os pequenos detalhes.



Morreu.
Acabou.
E no final tudo se resume a isto. A uma palavra. A várias palavras se preferirmos, mas a verdade é que fica tudo resumido a um grande nada. Um grande nada que se instala no lugar da pessoa que parte e na pessoa que fica.
E é por isso que sou tão ligada a pormenores para que nunca possa perder completamente nada. Mas na verdade, perde-se. Perde-se sempre que alguém escolhe ir embora. Perde-se sempre que alguém é levado de nós. Não deveria acontecer, mas perde-se.
Acabou.
Morremos.
E é por isso que sou tão ligada a pormenores, todos os dias. Pequenos e minuciosos pormenores. Carinhos, olhares, sorrisos, palavras. Porque teimo em não deixar esse pequeno grande nada instalar-se. De forma alguma.
E todos os dias se perde algum pormenor.
Todos os dias algo morre, nem que seja só um pouco.
E todos os dias alguém se perde. Todos os dias alguém nos perde.

E é aí que eu descanso e penso na velha máxima:
" A vida segue. Para a frente é que é o caminho."

sexta-feira, maio 11, 2012



Andei o dia todo a trautear isto :)

Bom fim de semana minha gente!

terça-feira, maio 01, 2012

Abril Momentos Mil


E no mês de Abril, andámos assim:

Festas do S. Gregório - Mais uma Páscoa todas juntas :)

St. James´s Park - Londres

Westminster Abbey - Londres

 Madame Tussaud - Londres

Camden Town -Londres

Parabens Larry :) - Cais do Sodré

Noite "Argentina" =)