terça-feira, julho 19, 2011

Permanência desiludida

Sentia-se caído na desilusão em permanência. Tinha perdido o entusiasmo. No meio de tanta magia afinal as coisas eram basicamente rotineiras como tantas outras, e claro há muita coisa que nem mesmo o tempo estava a melhorar, mas apenas a acentuar mais.
Apercebia-se todos os dias claramente que talvez não fosse aquilo. Não assim. Não como ele queria.
Achava que algo se tinha perdido e não sabia exactamente o quê.
Até que percebeu.
E pronto, era tarde demais. E a solução apenas uma. Apenas um rumo a seguir.
Que assim seja então.

Sem comentários: