quinta-feira, julho 28, 2011

Feedback sentimental

Após um dia intenso de trabalho, noticias inesperadas e um tanto ou quanto aborrecidas, ela finalmente sentara-se no sofá para poder descontrair um pouco.
Tinha pensado em muita coisas nos últimos dias. Sabia que estes dias estavam a ser importantes para pesar atitudes e valores.
Pensou que a vida dela estagnara um pouco nos últimos tempos, a nível profissional. Tinha os seus mais-que-tudos-desta-vida (entenda-se, os amigos e a família) mas isso neste momento não lhe chegava. Tinha saudades do teatro, e achava que deveria apostar na sua formação, mais a nível de satisfação pessoal do que profissional.

Estava tomada a primeira decisão dos últimos dias: Retomar o teatro, o quanto antes. Não iria perder tempo.

Quanto ao tempo sabia que agora mais que nunca, este também estava a passar de forma marcante. Precisava dele para se habituar a alguns sentimentos. Há muito que não experimentava uma confusão tão grande de sentires. Sentia tristeza, desilusão, medo e um misto de saudade e de perca. Mas esta semana havia algo que ganhava: o cansaço. Estava emocionalmente esgotada e tinha consciência disso.

Segunda decisão dos últimos dias: Dar uma folga à relação eu-coração-tu. Não lhe fazia bem tanta oscilação de sentires.

Conclusão: Intensificar as coisas simples e belas da sua vida. Viver hoje a certeza de tudo o que lá estará amanhã, e ser feliz.

O resto.
O resto irá resolver-se numa outra semana qualquer. Não pode importar muito, por agora.

2 comentários:

Anónimo disse...

I try to talk to you,
but I don’t know what to say.
I am afraid you don’t want me to say anything.
So I don’t.
But inside of me there are words
waiting to come out.
And tell you
how I feel.
And especially how much I want you.
But those words may forever
stay in my heart - locked inside.
Sometimes I wonder
if there are words
locked inside you too…
but I’ll never know.

Miguel disse...

(:

“Life is a gift, and it offers us the privilege, opportunity, and responsibility to give something back by becoming more”