segunda-feira, agosto 31, 2009

Bella Ciao*

*Emir Kusturika & the No Smoking Orchestra
(e o Crato vibrou!grande, grande concerto!)

mão dupla

"Como é uma benção ser actor! Porque quantas vezes na vida você quer mudar de vida, na verdade você quer mudar de corpo, você quer mudar de sexo, você quer mudar de planeta, nascer de novo... Nós temos essa benção! Porque realmente levar uma vida sendo uma pessoa só, é como viver a vida sem tomar whisky, sei lá, é a seco, é duro. Então talvez, nesse sentido, a arte seja uma saída saudável para momentos de grande angústia, porque você não precisa nem jogar, nem beber, nem se drogar, e você vai e se ultrapassa através da pintura, da dança... A arte é uma ponte de mão dupla: ela pode levar e trazer você e volta num momento em que você quer explodir a sua vida."

Christiane Torloni

(penso que está tudo dito não é?... palavras sábias.. que tanto me fazem sentir...)

segunda-feira, agosto 24, 2009

the sun & the neon night*

E como já precisava de sol... aproveitámos o sábado...

E depois de uma noite cubana, louca e sonhadora... Fomos no domingo para junto do mar também =)


Serviu para matar as saudades... :P


*booka shade

sexta-feira, agosto 21, 2009

feel free to wear suncreen!!!

pára. e respira. pronto agora recomeça, all over again. tem sido assim este mês. um pára - arranca que não acaba nunca mais. trabalho - casa, casa - trabalho. e no fim de semana o tempo parece cada vez menor. mas existe, e serve para dar uma lufada de ar bem fresco à rotina da jerónimo martins. ah!, é verdade. sim, estou a gostar muito. sim, estou a aprender muito. todos os dias tenho aquela enorme vontade de dormir só mais um bocadinho, mas levanto-me e o ritmo começa logo com boa disposição. bons dias recheados de sorrisos e algumas brincadeiras pelo meio, o trabalho vai-se levando bem. primeiras semanas: cansaço total, sono e mais sono. agora: algo semenhante à insónia... hum.. que ainda não consegui perceber bem.

e as preocupações aumentam e a responsabilidade anda de mãos dadas com elas. e a cabeça cheia de pensamentos. e cheia de memórias também. e no final de uma semana bem cansativa, posso dizer que já pouca memória tenho de um fim de semana descansado. este não será muito.. mas ao menos vou matar as saudades do sol, da areia quentinha nos pés e do mar gelado na barriga, com certeza!!!

segunda-feira, agosto 03, 2009

até..

para morrer apenas é necessário estar-se vivo. é verdade e todos os dias há fatalidades que nos mostram que nao há justificações possíveis para o injustificável. não há calmia para a revolta nem amabilidade em certas frustrações. estas sim, para mim são das maiores guerras que o universo têm. a enorme injustiça da morte. da morte aos 35 anos. custa demais dizer adeus a uns olhos tão lindos e uma alma tão iluminada. então insisto e não digo adeus, mas até breve, ou então até sempre.