quinta-feira, dezembro 27, 2007

porque o Natal para mim este ano não foi normal. porque utilizei-o como desculpa para afogar as minhas tristezas e para compensar os que mereciam. porque não sei o que pensar sobre tanta coisa, muito menos com0 agir. culpa do Natal.
mas a passagem de ano não lhe fica atrás. também faz o coração palpitar e trás aquele sentimento de saudade tão tipicamente português.
e pronto. estas festividades são assim mais uma desculpa para tudo. ora ha-de ser para a familia se unir, ou para trocar presentes (e isso toda a gente acha muita piada), ora ha-de ser para fugirmos um pouco a realidade e dizermos que estamos "deprimidos" porque a época o provoca...
pois é... e eu só escrevi isto tudo or ser a época que é...
enfim...
vidinhas...

terça-feira, dezembro 18, 2007

life is for the bastards



ah pois é...


[até ao dia em que tudo dá a volta...]

terça-feira, dezembro 11, 2007

quem procura, encontra.






Talvez o meu mal tenha sido nunca procurar


(quem sabe se não encontrei já e perdi de novo, ou se ainda não sei que encontrei...)

Simplifying...

I wanna set it straight
I wanna make it right*





Porque só quero que tudo seja simples e correcto. chega de complicações. dessas já me fartei.


*Hold Still- David Fonseca (feat. Rita)

segunda-feira, dezembro 03, 2007

e o natal já se vai sentindo (embora cada vez mais tarde a cada ano que passa). e este ano, especialmente, penso no que realmente é o natal para mim. não consigo senti-lo religiosamente pelo simples facto de não ser religiosa. não o consigo sentir como uma época de solidariedade por ver pessoas que são felizes com a infelicidade das outras. não o consigo sentir como uma época de dar aos outros, porque cada vez se vê mais que as pessoas apenas pensam em si próprias. época de confiança? no way... que confiança? se por vezes, nem na pessoa que nos é mais proxima podemos confiar. época de verdade? impossível, se há tantas vidas que são apenas uma grande mentira...


mas afinal o natal é uma época de quê? consumismo? correcto. familiar? correcto também.



mas será que isso chega???
tudo me leva a acreditar que não...