quinta-feira, dezembro 27, 2007

porque o Natal para mim este ano não foi normal. porque utilizei-o como desculpa para afogar as minhas tristezas e para compensar os que mereciam. porque não sei o que pensar sobre tanta coisa, muito menos com0 agir. culpa do Natal.
mas a passagem de ano não lhe fica atrás. também faz o coração palpitar e trás aquele sentimento de saudade tão tipicamente português.
e pronto. estas festividades são assim mais uma desculpa para tudo. ora ha-de ser para a familia se unir, ou para trocar presentes (e isso toda a gente acha muita piada), ora ha-de ser para fugirmos um pouco a realidade e dizermos que estamos "deprimidos" porque a época o provoca...
pois é... e eu só escrevi isto tudo or ser a época que é...
enfim...
vidinhas...

terça-feira, dezembro 18, 2007

life is for the bastards



ah pois é...


[até ao dia em que tudo dá a volta...]

terça-feira, dezembro 11, 2007

quem procura, encontra.






Talvez o meu mal tenha sido nunca procurar


(quem sabe se não encontrei já e perdi de novo, ou se ainda não sei que encontrei...)

Simplifying...

I wanna set it straight
I wanna make it right*





Porque só quero que tudo seja simples e correcto. chega de complicações. dessas já me fartei.


*Hold Still- David Fonseca (feat. Rita)

segunda-feira, dezembro 03, 2007

e o natal já se vai sentindo (embora cada vez mais tarde a cada ano que passa). e este ano, especialmente, penso no que realmente é o natal para mim. não consigo senti-lo religiosamente pelo simples facto de não ser religiosa. não o consigo sentir como uma época de solidariedade por ver pessoas que são felizes com a infelicidade das outras. não o consigo sentir como uma época de dar aos outros, porque cada vez se vê mais que as pessoas apenas pensam em si próprias. época de confiança? no way... que confiança? se por vezes, nem na pessoa que nos é mais proxima podemos confiar. época de verdade? impossível, se há tantas vidas que são apenas uma grande mentira...


mas afinal o natal é uma época de quê? consumismo? correcto. familiar? correcto também.



mas será que isso chega???
tudo me leva a acreditar que não...

segunda-feira, novembro 26, 2007

Having dreams in colours

So when the fight is over,
And the storm is through,
Now will you pick another?
What will you get into?
So you stand in the corner,
With those boxing gloves on you,
You’re old, scared and lonely,
Yeah we’ve all been there too… uh uh
We’ve been all there too…
Kiss me, oh kiss me,
If that can make it right.
Try me, find me,
Just throw them on me…
Those failed expectations
Floods and afflictions you’re through.
Cause I just might, take them home with me.
And the cracks in the pavement,
Yeah we’ve all fell there before,
And bones built into skeleton,
We’ve all been through that door.
Kiss me, oh kiss me,
If that can make it right.
Try me, find me,Just throw them on me…
Those failed expectations…
Floods and afflictions you’re through.
Cause I just might…
Kiss me, oh kiss me,
Will that make things right ?
Try me, find me,
Just throw them on me…
Those failed expectations…
Floods and afflictions you’re through.
Cause I just might…
I just might, take you home.
Kiss me, kiss me,
We’ve all been there too,
Kiss me, kiss me
We have all been there too,
Kiss me, kiss me
We’ve all been there too,
Kiss me, kiss me
So kiss me…
*Kiss me, Oh Kiss me-David Fonseca
(e pronto, foi um concerto de sonho. sonhos que tomaram as cores que corriam aquele palco. Obrigada Joana. Obrigada David.)

terça-feira, novembro 20, 2007

este é O DIA

foi o dia. o dia que pensei que começou por ser um dia não muito bom, replecto de lembranças...




.... depois veio a festa....






.... e vocês mostraram-me que afinal era um dia especial!!!=)





Obrigada a todos! Adoro-vos!

sábado, novembro 10, 2007

pensei que se falasse



era fácil de entender...






*fácil de entender-the gift

quinta-feira, novembro 01, 2007

Sintra foi uma lufada de ar fresco numa nova caminhada...=)


Thank you all =)

*************************

quarta-feira, outubro 31, 2007

verdinho amizade!!!!!

e amanha...




sintra com elas!!!!
=)

volcano*

as emoçoes sao vulcões prontos a disparar a qualquer momento. e muitas vezes nas alturas mais inesperadas e com uma força incontrolável. os sentimentos são duros de se sentir. doiem um pouco. mas ainda há coisas boas. de (re)lembrar. e sei que nunca vou esquecer. até porque não quero. foram emoções sinceras, no momento certo e sentidas com a maior das intensidades.

o sentir que sempre estarás cá é verdadeiro. o saber que um dia não vai haver mágoa ou dor é esperança. mas a certeza que tenho é que apesar de tudo e por tudo, te quero bem. e quero-me bem.

terás sempre um cantinho especial em mim. agora como amigo.
Agora, já menos presa à dor...caminho para o pensar em mim, para o cuidar de mim.



*damien rice

segunda-feira, outubro 29, 2007

sexta-feira, outubro 26, 2007

duas horas à espera de um autocarro é no mínimo um cenário pavoroso. sentada num banco cá fora, olho em redor e vejo uma senhora sozinha. com certeza com os seus 60 anos já, tinha um aspecto zen, que transmite paz...mas tinha um olhar tao triste... mas ao mesmo tempo uma postura segura e tranquila, confiante de si própria. será que tenho o mesmo olhar que ela?não consigo é sentir aquela auto-estima que ela parecia manter tão bem...
sinto-me . é verdade. sei que não estou, mas é assim que me sinto e não tenho vergonha de o dizer. afinal, há tanto tempo que não me sentia assim, com aquele vazio no peito que insiste em angustiar-me permanentemente. talvez agora perceba melhor os porquês dos teus altos e baixos e das tuas ansiedades repentinas. talvez perceba agora porque as sinto, nao as tuas, mas sinto aquilo que descrevias (quando conseguias descrever), agora como meu. o mais engraçado é tal como tu, ou talvez um pouco menos, não tenho, ou não deveria ter, motivos para me sentir assim. ambos temos famíla que nos adora e apoia,ambos temos um caminho para percorrer no futuro, mesmo sendo um caminho em separado. mas sinto. por motivos que me transcedem estou a dar uma enorme importancia a este amor que, ainda, sinto. este misto de amor e saudade ao qual é adicionado uma enorme desilusao pelos motivos que me parecem óbvios.
mas o engraçado é que não tenho medo ou vergonha de dizer que o sinto, mas tenho medo e vergonha de o sentir. e aí acresce a desilusao por mim, por deixar tudo isto chegar ao ponto em que dou por mim a escrever sobre o que sinto sem ti na minha vida. talvez seja pela, agora já só, hora e meia que tenho de esperar pelo próximo autocarro, que resolvi faze-lo. ou talvez porque isto me ajuda a libertar cá para fora aquilo que não consigo exprimir oralmente. ou ainda talvez porque simplesmente me apeteceu. mas de qualquer forma tinah de o fazer pois talvez isto me ajude a fazer o que chamam de "seguir em frente" que parece custar tanto. "seguir em frente" será abandonar o passado e olhar para o futuro?ou não pensar no passado e seguir em frente? de qualquer maneira, ainda não sei fazer da maneira certa nem uma coisa, nem outra. mas tu estás a faze-lo e parece-me que bem. porque será então que não consigo fazê-lo como tu?
não sei... Há tanta coisa que agora não entendo, não percebo, não consigo explicar ou até aceitar...
sei que não quero nem posso ficar assim. sei que a cada dia que passa custa menos (ou pelo menos é suposto),mas tambem sei que ainda vão vir dias menos bons, dias maus... mas aguardo ansiosamente por dias melhores.
sei que quero, que tenho, e que por muito que agora me custe, vou "seguir em frente".
afinal, "the show must go on".

segunda-feira, outubro 22, 2007

sábado, outubro 13, 2007

- Não te quero triste. Quero-te com força!

Ora bem... "Quero-te com força!"... pois.. eu também queria. Gostava bastante de poder dizer ou ouvir dizer e concretizar. Realmente nao tenho interesse nem vontade nenhuma de andar triste. E uma força interior e exterior tambem me dava bastante jeito.


- Vamos dar tempo ao tempo.

Não sei porque mas acho esse sr. tempo um bocado chato,maçador e angustiante. Ora passa muito depressa, ou demasiado devagar. Nunca deixa ninguém satisfeito e ainda queres que dê tempo ao tempo...?



Mas pronto... como boa menina que sou... Não prometo nada em relação ao facto de não ficar triste... mas vou fazer os possíveis para ter forças.
Quanto ao tempo... acho que vou apenas viver um dia de cada vez...

quinta-feira, outubro 11, 2007

0

De volta à estaca zero...

terça-feira, outubro 09, 2007

Pensar que todos os dias as coisas podem melhorar um bocadinho...

Tem de ser!!!!





*Happy thoughts*

quarta-feira, outubro 03, 2007

O que as minhas mãos dizem de mim...

mais uma vez, através do blog da Eli, achei a ideia gira, e como pouco ou nada havia para fazer...resolvi saber o que dizem as minhas mãos de mim...


ahahah

You are logical, analytical, and rational. You have good verbal skills.Flexible and broad minded, you can fit in to any situation. There's no telling where your life will take you.Consistent and reliable, you like to count on structure and routine in your life.Your emotions tend to be relaxed and uncomplicated. You don't read too much into things.

the show must go on*

wasting my time... in the waiting line...

today is the day when the dreaming ends...




inside my heart is breaking...


but... i got to find the will to carry on with...


on with...


on with the show!


*Zero 7- In the waiting line
&
The Show must go on- Moulin Rouge (BSO)

domingo, setembro 30, 2007

o aperto no peito
a falta de ar
e o vazio...

quinta-feira, setembro 27, 2007

Acreditar que no amor não se sente dor,


mas é mentira.







Eu desculpo-te.
E tu? Desculpas-me?

sexta-feira, setembro 21, 2007

de mãos dadas

Sei o quanto estás lixado.também estou. sei que estás triste.também estou. sei que estás desiludido.também estou (mas não contigo, claro). mas o que importa é que tentaste.deste o teu melhor.eu sei que deste. fizeste tudo o que podias. mas falhaste. ou melhor, sentes que falhaste. mas eu sei que não. sei que o erro não foi teu. aliás, sei que não houve erro, mas sim pouca vontade da outra parte.






sei que te amo.e tu também.
de mãos dadas enfrentámos esta e enfrentaremos as seguintes.
a minha mão abraçando a tua.sempre.

segunda-feira, setembro 17, 2007

Simpsonize

Depois de ver o post da Eli no blog dela, achei engraçado e resolvi experimentar...

Não gostei muito do resultado, mas eis que é este:



domingo, setembro 16, 2007

<3

I can´t wait to see you next week girls!=)






Love you always and forever!

sábado, setembro 15, 2007

A primeira lição

"Ajeitas o banco à tua medida, agora o espelhos.Pronto."
"Agora carregas na embraiagem e metes a primeira.
Liga a ignição.
Destrava o travao de estacionamento.
Agora ligeiramente vais largando a pouco e pouco a embraiagem e depois aceleras um pouco..."



E pronto... acho que nao começou mal e até correu bem=)

quarta-feira, setembro 12, 2007

Rise Up

MY DREAM IS TO FLY




OVER THE RAINBOW




SO HIGH!!!!



*Yves Larock

sábado, setembro 08, 2007

Diz que...

já fez o código








e vai a caminho da condução!=)

quarta-feira, agosto 15, 2007

Gosto de ti*@ <3

Gosto de ti como quem gosta do sábado, Gosto de ti como quem abraça o fogo, Gosto de ti como quem vence o espaço,Como quem abre o regaço, Como quem salta o vazio, Um barco aporta no rio, Um homem morre no esforço, Sete colinas no dorso, E uma cidade p’ra mim.Gosto de ti como quem mata o degredo, Gosto de ti como quem finta o futuro, Gosto de ti como quem diz não ter medo, Como quem mente em segredo, Como quem baila na estrada, Vestido feito de nada, As mãos fartas do corpo, Um beijo louco no porto, E uma cidade p’ra ti. Enquanto não há amanhã, Ilumina-me, Ilumina-me. Enquanto não há amanhã, Ilumina-me, Ilumina-me.Gosto de ti como uma estrela no dia, Gosto de ti quando uma nuvem começa, Gosto de ti quando o teu corpo pedia, Quando nas mãos me ardia, Como silêncio na guerra, Beijos de luz e de terra, E num passado imperfeito, Um fogo farto no peito E um mundo longe de nós.Enquanto não há amanhã, Ilumina-me, Ilumina-me. Enquanto não há amanhã, Ilumina-me, Ilumina-me.
ilumina-me*pedro abrunhosa
(nem acredito que gosto mesmo desta música)LOL

quarta-feira, agosto 01, 2007

Cronófago*

"Eu queria tanto ser mas não houve tempo. Foi como um soco vazio. Na pressa de viver o corpo quente tornou-me o sangue frio. São carris que me prendem aqui, à velha casa onde tudo é igual."





Linda Martini*

sábado, julho 21, 2007

Pegar?Ou largar?

"Quando uma coisa não tem por onde se lhe pegue, e mesmo assim se quer pegar nela, não há altura certa, mas também não há outra que não seja esta: Esta já. Vai já esta. E é agora.
E já agora, pega-se nela, com uma única intenção: a de não a largar."




*Cemitério de Raparigas, Miguel Esteves Cardoso
e é isto que quero...

quarta-feira, julho 18, 2007

you got the right to be wrong





*Joss Stone

terça-feira, julho 03, 2007

Boa Sorte- Good Luck

É só isso
Não tem mais jeito
Acabou
Boa sorte
Não tenho o que dizer
São só palavras
E o que eu sinto
Não mudará
Tudo o que quer me dar
É demais
É pesado
Não há paz
Tudo o que quer de mim
Irreais
Expectativas
Desleais
That's it
There is no way
It´s over
Good luck
I have nothing left to say
It's only words
And what l feel
Won't change
(Refrão)
Tudo o que quer me dar (Everything you want to give me)
É demais (It´s too much)
É pesado (It's heavy)
Não há paz (There is no peace)
Tudo o que quer de mim (All you want from me)
Irreais (Isn´t real)
Expectativas (Expectations)
Desleais
Mesmo, se segure
Quero que se cure
Dessa pessoa
Que o aconselha
Há um desencontro
Veja por esse ponto
Há tantas pessoas especiais
Now even if you hold yourself
I want you to get cured
From this person
Who poisoned you
There is a disconnection
See through this point of view
There are so many special people in the world
So many special people in the world... in the world
All you want all you want
(Repete refrão)
Now were falling (falling), falling (falling) into the night (into the night),
Falling (falling), falling (falling) into the night (um bom encontro é de dois),
Now were falling (falling), falling (falling) into the night (into the night),
Falling (falling), falling (falling) into the night (into the night).
Vanessa da Mata e Ben Harper

domingo, junho 24, 2007

última etapa

Os olhos pesam... o cansanço ja marca o fisico e o psicologico à alguns dias e a última (espero eu!) etapa deste semestre aproxima-se. O nervosismo é grande... O maior passo e o mais importante logo no fim... quando o cansaço já é tanto e a vontade tão pouca...
Um fim-de-semana de descanso...
Agora, até dia 28, vamos ao trabalho!!!







Boa noite... amanhã é um outro e novo dia para o bem...ou para o mal...LOL

domingo, junho 10, 2007

Devaneio-parte 2

A cabeça doi. tenta pensar noutra coisa mas não consegue.apesar dos momentos que tem felizes, estes parecem marcar mais a vida dela.desgastam-na.marcam-na como mordeduras na pele.doiem no coração.doiem na alma.a dor de cabeça passa para a sensaçao de que é impossivel saber lidar com ela.sabe que faz o que pode e por vezes mais do que aquilo que pode,mas ela nao o reconhece.ser filha nao é facil, muito menos em determinadas ocasioes em que o papel de filha passa a ser o de mae.as vezes perde a coragem, e a força esgota-se ali.naquele momento nao há mais.acabou-se.e depois no dia seguinte volta tudo ao (a)normal.e mais uma vez nada mudou.e ela sabe disso.e no fundo...isso é o que mais lhe doi...

terça-feira, junho 05, 2007

=/

As vezes tenho a sensação que a hipócrisia não tem limites...











é lamentável...

sexta-feira, junho 01, 2007

**

Help, I have done it again
I have been here many times before
Hurt myself again today
And the worst part is there's no one else to blame
Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me
Ouch, I have lost myself again
Lost myself and I am nowhere to be found
Yeah, I think I might break
Lost myself again and I feel unsafe
Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me
Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me
Sia, Breathe Me**

*

Porque há pessoas que ainda valem a pena... muito a pena!!!!!
´Cause you all made me a better a person...
Thanks a lot !!!=)

quarta-feira, maio 23, 2007

Menos um albúm de fotografias. Menos uma musica. Menos um olhar confidente. Menos um ombro amigo. Menos um sorriso sincero. Menos uma mão estendida. Menos uma lagrima partilhada. Menos um lugar na mesa. Menos uma visita que chega. Menos uma gargalhada conjunta. Menos uma surpresa. Menos um sonho.

Menos um lugar no coração.





Fazem-se as somas... e o resultado é um hoje triste e um vazio amanhã...




Afinal? Quem é que perde?



sábado, maio 19, 2007

Talvez Adeus seja a palavra mais adequada...*

Electricity, eye to eye.Hey don't I know you? I can't speak.Stripped my senses on the spot,I've never been defenseless,I can't even make sense of this.You speak and I don't hear a word.What would happen if we kissed?Would your tongue slip past my lips?Would you run away?Would you stay?Or would I melt into you?Mouth to mouth, lust to lust,Spontaneously combust. The room is spinning out of control.You act like you didn't notice, brushed my hand.Forbidden fruit, ring on my finger.You're such a moral mortal man.Would you throw it away? No question.Will I pretend I'm innocent?What would happen if we kissed?Would your tongue slip past my lips?Would you run away?Would you stay?Or would I melt into you?Mouth to mouth, lust to lust,Spontaneously combustWhat would happen if we kissed?Ahhhh...OhAhhhh...I struggle with myself again .Quickly the wall, I'm crumbling Don't know if I can turn away .What would happen if we kissed?Would your tongue slip past my lips?Would you run away?Would you stay?Or would I melt into you?Mouth to mouth.If we kissed,Would your tongue slip past my lips?Would you run away?Would you stay?Or would I melt into you?Mouth to mouth.If we kissed.Oehh-ohIf we kissed.Oehh-oh...










Porque há coisas que sem serem dirigidas a ti, fazem lembrar-te.
Palavras da letra que na minha cabeça adquirem um outro sentido e depressa recorro ao primeiro impacto para dizer:
O que aconteceria se "voltasses"?
I guess that i´ll never kown...it´s too late...*

quarta-feira, maio 09, 2007

Nó na garganta 2

e respiro fundo...engulo em seco...e suspiro...












partilho e partilharei sempre a tua dor.

Nó na garganta...

Momentos fugazes juntam o passado com o presente. Não adianta fugir..nos somos o nosso passado, e o presente que vivemos reflecte esse mesmo passado.
Será que, se pudesse, voltaria atrás?

sábado, maio 05, 2007

Façam Favor!


Vá, visitem o blog do meu pukanino...Sim, eu sei que voces e a politica...nááá´...mas tá bonito.LOL
O meu pukanino trabalhou muito para o blog...foi uma valente luta!!!E até ficou bem giro ;)
Visitem:
;)*
LOVE U MT GODO!!!!!
[[ ]] <3

quinta-feira, maio 03, 2007

CannonBall*

there's still a little bit of your taste in my mouth,there's still a little bit of you laced with my doubt, it's still a little hard to say what's going on. There's still a little bit of your ghost your witness, there's still a little bit of your face i haven't kissed, you step a little closer each day that i can't say what's going on. Stones taught me to fly, love taught me to lie, life, it taught me to die so it's not hard to fall, when you float like a cannonball. there's still a little bit of your song in my ear, there's still a little bit of your words i long to hear, you step a little closer to me so close that i can't see what's going on. Stones taught me to fly, love, it taught me to lie, life taught me to die so it's not hard to fall when you float like a cannon.. Stones taught me to fly, love taught me to cry ,so come on courage teach me to be shy 'cause it's not hard to fall and i don't wanna scare her, it's not hard to fall and i don't wanna lose, it's not hard to grow when you know that you just don't know.
Damien Rice*

terça-feira, abril 24, 2007

E Haja Alentejo!!!!!


AJAlentejo- a Associação por que todos esperavamos.Aquela que nos vai fazer crescer e aprender...
A cima de tudo que nos vai unir!!!!

Para mais informações vejam http://www.ajalentejo.com


;)

segunda-feira, abril 16, 2007

Para ti, coraxaum!!!!

Muitos Parabéns coraxaum!!!!
Já que não te pude dar aquele abraço sobretudo num dia como este..
Porque não posso estar aí para contigo para juntas festejarmos data tão especial..
Porque os kms não nos separam...
E porque o teu aniversário será lembrado por mim para sempre!!!!!!!!!
O resto, tu já sabes...;) LOL
Love u mt my little heart!=) ******** [[ <3>

quinta-feira, abril 12, 2007

Férias?Quais férias?

Segundo dia de aulas. De volta das férias.
Férias que nem férias se puderam chamar. Dias em que não havia aulas, digamos assim.
Férias do estudo?Qual quê?
Férias para descansar?Precisamente o oposto...
Agora, nem à rotina normal voltei...faltas cá tu.
Saudades tuas amor...
Saudades de ti.
Saudades de nós.
Counting the days...

terça-feira, março 27, 2007

romance fotográfico*

As cidades são feitas de restos de corpos que amámos, o néon de uma voz, a chuva de uma gargalhada..."

*às vezes queria permanecer sempre numa cidade como esta...junto a ti...


* Inês Pedrosa e Jorge Colombo in "Do Grande e do Pequeno Amor".

quarta-feira, março 21, 2007

unwritten*

Life´s what you see in people´s eyes; life´s what they learn, and, having learn it, though they seek to hide it, cease to be aware of - what? That´s life like that, it seems.

*An Unwritten Novel, Virgina Woolf

sábado, março 10, 2007

Saudades*

Saudades de ser criança.
Saudades da ingenuidade pura.
Saudades de os ver juntos.
Saudades de estar sempre ai e ali.
Saudades de ser infantil.
Saudades de ver neles pureza.
Saudades de tudo e de todos...
Saudades de 1998...
Saudades de 2002.
Saudades...


*Talvez pudesse o tempo parar
Quando tudo em nós de precipita
Quando a vida nos desgarra os sentidos
E não espera, ai quem dera...
[...]
Tão bom pudesse o tempo parar
E voltar-se a preencher o vazio
É tão duro aprender que na vida
Nada se repete, nada se promete
E é tudo tão fugaz e tão breve
[...]
Como os reflexos da lua no rio
Tudo aquilo que se agarra já fugiu
É tudo tão fugaz e tão breve.* MAFALDA VEIGA


domingo, fevereiro 25, 2007

entre ossos e a escrita*



Noite de teatro no crato.Peça baseada na obra entre ossos e a escrita da conceituada actriz brasileira, Maite Proença. Depois de uma infância dificil e de uma adolescência atribulada, Maite torna-se actriz e só à poucos anos seguiu o caminho literário. Há que diga que é ficção e há quem diga que a obra é a cópia da vida dela.

São ambas verdade. entre ossos e a escrita é uma obra real e ao mesmo tempo ficcionada, que explora os temas que mais vulgarmente ocorrem na sociedade brasileira. Alguns podem ser facilmente adaptados na nossa sociedade. Desde a própria escrita, à morte, passando pelo futebol e pelo elemento essencial, o amor, este livro é um conjunto de crónicas que se lê agradavel e levemente.É uma leitura que prende pela sua veracidade e realidade.


Agora, imaginem isto tornado em peça.Duas actrizes (Maite e Claudia Borioni) interpretam variadissimas personagem e cativam o publico desde o inicio, ao fim!


*A cortina fecha.O aplauso é geral e as actrizes estão felizes.Assim como eu.Estou e estive feliz.No fim, o tão esperado autografo e uma foto que mesmo desfocada, tal como toda a noite, marcará para sempre a minha vida!





domingo, fevereiro 18, 2007

palpitações...

A ilusão do passado permanece constantemente na minha cabeça.Vem atormentar a paz na minha cabeça e roubar saudades ao coração.
Imagens.Recordações. O coração palpita.Estremece.E a certeza de que nada vai voltar a ser como era, solta-se.Agora já há certezas.As esperanças acabaram.Deixaram de ser alimentadas.O corpo e a mente desistiram.Uniram-se e renderam-se.Perderam as forças para lutar contra algo superior.Muito superior.
O corpo perde-se na imensidão de terreno que agora é desconhecido. O coração dispara perante rostos que já não lembram ninguém. A memória falha.Ou quer falhar.






As regras do jogo agora são estas. Novo jogo, regras novas.
Pronto, agora é so aprender a jogar...

sábado, fevereiro 17, 2007

Apenas Caminhar*

Morder este frio passar parede
com os dentes cerrados corpo mudo.
Pisar um chão de cores arrumadas.
entre o fácil calcário dos lancis.

Resvalar pelo tempo arremesado
contra a dura fronteira destes passos
e levar um outro livro sobre o braço
repetindo até ao sangue outras palavras.

*Apenas Caminhar, "Paiol de pólen", Joaquim Pessoa





Porque às vezes sinto necessidade de virar a página...
Por mais dificil que isso possa ser...

domingo, fevereiro 11, 2007

Hoje vi uma reportagem a cerca de sites e blogs que apoiam a anorexia.
Venho por este meio fazer uma apelo.Um importante apelo.DEIXEM-SE DESSAS MERDAS!!
Por amor de Deus (para quem acredita nele), como é possível alguém encorajar uma coisa que leva tantas pessoas à morte?Doença.Obsessão.Chamemos-lhe o que quiserem.O que é que estas pessoas têm na cabeça?Dizem o quê?"Epah, olha, tu tás magra, mas não o suficiente. Se conseguires emagrecer até morreres é o melhor que podes fazer, era mesmo o ideal!", ou "Os teus ossos ainda não tao salientes o suficiente. Têm que se ver mesmo todinhos!!!"
Por favor.Das duas uma, ou estas pessoas simplesmente são mente-captos ou estúpidos!Isto é ridiculo. As pessoas com anorexia nervosa devem ser encorajadas a lutar contra a doença, a lutar para viver e não a lutar por seguir um caminho que as levará à própria morte.
Enfim...o mundo cibernáutico está perdido.lol

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Ausência Temporária



ICl, Jornalismo Televisivo...
A maratona esta semana está completa. O peso das obrigações abandona o meu ombro e vai ocupar, possívelmente o de outras pessoas... e hoje sou livre.
Livre para mim e para ti.para nós.para comemorar o fim de mais uma maratona e aproveitar até que as preparações para a próxima comecem.
é já dia 9 :S BAH

quinta-feira, janeiro 18, 2007

E porque é sempre assim...



E sempre que as coisas estão bem, um turbilhão de emoções é acordado em mim devido a uma fraqueza.
Sou fraca por que não admito nos magoem.
Mas sempre que tudo parece bem...algo vem mais uma vez fragilizar o nosso dia-a-dia.
E amanha lutaremos mais uma vez para que no dia seguinte o mesmo não aconteça...Lutaremos nós, juntos, já que mais ninguém ao nosso redor o faz.
E se não acontecer amanhã...acontecerá depois de amanhã, ou depois do depois.. Mas o depois chega sempre.mais tarde ou mais cedo.
Porque é sempre assim...

terça-feira, janeiro 09, 2007

Infinitamente

E veio o ano novo.uma entrada em 2007 à grande.umas férias boas e agora o retorno.E exceptuando alguns momentos contigo e com voces, continuo infinitamente cansada.cansada daqueles momentos em que sinto que ja nada move ninguem.cansada das mesmas atitudes nas mesmas pessoas.sinceramente cansada deles e dos outros...menos de voces.São vocês que me vêm retirar deste sufoco de cansaço e me levam ao jardim do sonho para que possa apanhar uma lufada de ar fresco...depois...depois volto à realidade.e de novo vem o cansaço infinito e rotineiro.e a esperança na mudança e as recordaçoes de tempos que outrora foram melhores mantêm-se, mas a paciencia nao.
*devaneio